Você tem vergonha de tirar o sapato na frente dos outros por conta do odor de seus pés? Lidar com isso é uma dificuldade para muitas pessoas e o desejo de saber como acabar com o chulé é compartilhado pela maioria delas.

A podobromidose, nome do popular chulé, é um mau cheiro causado pelo acúmulo de resíduos orgânicos e microrganismos nos pés. Apesar de não ser uma patologia, ainda causa desconforto em muita gente.

Por essa razão, separamos, neste post, 4 dicas para que você nunca mais sofra com esse problema. Mas antes, confira as principais causas do surgimento do temido chulé!

Principais causas do chulé

Um ambiente quente e úmido é um lugar propício para a sobrevivência e reprodução de microrganismos como as bactérias e os fungos. As bactérias, principalmente, têm capacidade de fermentar substâncias como o suor, especialmente em lugares fechados, gerando um péssimo odor.

Por esse motivo, se você tem a tendência de suar demais, especialmente nas solas dos pés, e passa muito tempo com sapatos fechados, é comum que desenvolva essa condição, mesmo que use proteções como talcos e afins.

4 dicas práticas de como acabar com chulé

Como você viu, ter chulé é muito comum, embora não seja nada agradável conviver com ele. Por isso, para que a sua autoestima não seja afetada e para que você possa viver cada vez mais confortável, existem diversos hábitos que você pode adotar.

Veja, a seguir, 4 atitudes práticas para resolver o problema da podobromidose na sua vida!

1. Seque bem os pés após o banho

Lembra-se que logo dissemos que as bactérias gostam de se proliferar em ambientes úmidos? Por isso, uma boa forma de evitar a reprodução desses seres é deixando os pés bem secos, principalmente após o banho.

Dessa maneira, sempre que você limpar a área e secá-la bem, as chances da colônia de bactérias aumentar são poucas e o seu problema vai, gradativamente, se reduzir.

2. Reveze o uso dos sapatos

Usar o mesmo sapato diariamente também não é uma boa ideia para evitar o chulé. Isso porque quando você tem contato com a peça, consequentemente, deixa alguns vestígios de microrganismos em seu interior.

Ao usá-la no dia seguinte, ainda não houve tempo para que eles morressem. Dessa maneira, você acaba contribuindo para a sua proliferação. Portanto, sempre que terminar de usar um calçado, limpe-o, deixe-o em lugar arejado por um tempo e guarde-o adequadamente.

3. Limpe os sapatos corretamente

Como você acabou de ver, limpar os sapatos é importante para evitar um cheiro ruim nos pés. Por isso, higienize conforme o recomendado para cada tipo de sapato, a fim de não estragá-los. Lembre-se de garantir que as palmilhas fiquem bem limpas, pois é onde o seu pé terá maior contato.

4. Use meias de algodão

O algodão é um ótimo tecido para evitar a transpiração. Essa fibra natural permite a circulação de ar, de modo que o suor consegue evaporar mais facilmente. Essa característica não é encontrada em tecidos sintéticos, por isso, opte pelos mais naturais para evitar o problema do cheiro forte.

Além de aprender como acabar com chulé, você também descobriu hábitos que são muito úteis para a conservação do sapato. Dessa forma, você mantém os pés limpos, cheirosos e estilosos, com um calçado impecável.

Gostou deste artigo? Então confira também como cuidar do seu calçado e aprenda a conservá-lo por muito mais tempo!